Seguidores

quinta-feira, 25 de abril de 2019

MAIA ANUNCIA DEPUTADOS DE PR E PSDB PARA PRESIDÊNCIA E RELATORIA DA COMISSÃO ESPECIAL

Presidente da Câmara informou que deputado Marcelos Ramos (PR-AM) presidirá o colegiado responsável por analisar a PEC da Previdência, e Samuel Moreira (PSDB-SP) vai ser o relator.

Por G1 — Brasília
O deputado Marcelo Ramos (PR-AM), indicado para o cargo de presidente da comissão especial da PEC da Previdência — Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
O deputado Marcelo Ramos (PR-AM), indicado para o cargo de presidente da comissão especial da PEC da Previdência — Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Advogado e deputado de primeiro mandato, Marcelo Ramos é vice-líder do PR, um dos partidos que integram o Centrão, bloco de legendas conservadoras de centro-direita do Congresso Nacional. O Centrão não apoia formalmente o governo Jair Bolsonaro, mas também não é oposição.

Mineiro de Governador Valadares, Samuel Moreira é engenheiro. Eleito por São Paulo, o tucano está no segundo mandato de deputado federal.

O novo relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) da Previdência foi secretário da Casa Civil do estado de São Paulo entre 2016 e 2018, na última gestão de Geraldo Alckmin como governador. O parlamentar do PSDB também comandou em duas ocasiões a prefeitura de Registro (SP) e foi deputado estadual por dois mandatos.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou na manhã desta quinta-feira (25) que o deputado Marcelo Ramos (PR-AM) vai presidir a comissão especial que será instalada no final da manhã para analisar a proposta de reforma da Previdência. Maia também informou que o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) vai ser o relator do texto.
Indicado para a relatoria da PEC da Previdência na comissão especial, Samuel Moreira foi chefe da Casa Civil do governo Geraldo Alckmin, em São Paulo — Foto: Alexandre Carvalho/Governo de SPIndicado para a relatoria da PEC da Previdência na comissão especial, Samuel Moreira foi chefe da Casa Civil do governo Geraldo Alckmin, em São Paulo — Foto: Alexandre Carvalho/Governo de SP 
O anúncio do presidente e do relator do colegiado ocorreu ao final de um café da manhã na residência oficial da presidência da Câmara. Rodrigo Maia recebeu líderes partidários e o secretário de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho, para definirem os nomes dos responsáveis por conduzir os trabalhos da comissão especial. 
O ato de instalação do colegiado, que terá 49 deputados titulares e o mesmo número de suplentes, está marcado para as 11h desta quinta-feira na Câmara. Até a última atualização desta reportagem, os partidos já haviam indicado 43 deputados titulares e 42 suplentes. A instalação da comissão especial se resume à eleição do presidente do colegiado. Como foi costurado um acordo com siglas que juntas formam maioria na Casa, Marcelo Ramos deve ser eleito por maioria. 
Assim que for concluído o processo de eleição do presidente da comissão especial, será anunciado oficialmente o nome do relator escolhido por acordo entre partidos governistas, o Centrão e o PSDB. 
Na comissão especial será analisado o conteúdo da PEC da Previdência. Na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), os parlamentares avaliaram apenas se a proposta de reforma das regras de aposentadoria é constitucional.

Nenhum comentário: