Seguidores

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

MORADORES DE BARAÚNA REALIZAM ANIVERSÁRIO DE 1 ANO DE SEMÁFORO QUEBRADO

POR CAIO VALE 23/01/2019

Desde de janeiro de 2018 que a população baraunense está sem sinalização de trânsito na avenida principal da cidade o que acarretou vários acidentes. Nesta terça-feira, 22, os moradores confeccionaram um bolo em protesto contra o descaso.

O protesto organizado pelo advogado Fábio Moura juntou diversos populares no local. Com direito a bolo com desenho de sinal, balões e apitos, o movimento chamou atenção da população que em muitos casos buzinavam e acenavam em sinal de apoio ao protesto. Segundo Fábio Moura é inaceitável que a gestão não tenha resolvido o problema dos semáforos após todo esse tempo. ”A finalidade aqui, através desse protesto pacífico é chamar atenção da prefeita para com o trânsito” relatou o advogado.



Fábio Moura ainda chamou atenção para um fato importante. Portanto em mãos o orçamento anual de 2017 o advogado alertou para o fato de ter sido destinado no orçamento do município R$ 70.000 para aquisição e instalação de sinalização de trânsito na cidade. Em suas palavras o advogado diz que fica claro a falta de compromisso da gestão municipal. ”Ano passado havia previsão orçamentaria de setenta mil reais para ser utilizado em sinalização de trânsito e infelizmente a prefeita Lúcia Nascimento fechou os olhos para essa questão”. O protesto ainda contou com a participação de artista local Toinho da Venesa. O sanfoneiro que é muito criativo, fez várias rimas animando o publico presente.

ANGICOS: ECONOMIA, COMODIDADE E COMIDA BOA NO CAMPUS DA UFERSA


Momento do descerramento da placa de inauguração do Restaurante Universitário de Angicos / Foto Assecom Ufersa


Já estão em funcionamento todos os quatro Restaurantes Universitários construídos pela Ufersa na sede e nos campi. Nesta terça, dia 22, foi a vez do R.U. de Angicos entrar em operação e também garantir refeições para os alunos e à comunidade.

Com a chegada do R. U. de Angicos, a Ufersa finaliza o seu cronograma de restaurantes universitários dentro do Plano Nacional de Assistência Estudantil, o PNAES. Um cronograma que começou a ser executado em 2017 quando foi entregue a reforma do R.U. de Mossoró e seguiu por 2018 quando foram inaugurados os Restaurantes de Caraúbas, em agosto, e de Pau dos Ferros, em outubro. 


Entrada do Restaurante Universitário de Angicos / Foto Ufersa Assecom

Sob a vigilância da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis, todos os Restaurantes vêm suprir a necessidade da maioria dos estudantes e servidores da instituição que precisa passar o dia na universidade. O Reitor da Ufersa, professor José de Arimatea de Matos, participou de todas as entregas e fez uma recomendação para os estudantes. “Este espaço é de vocês, cabe agora a cada um zelar e fiscalizar a qualidade do serviço. Quero dizer que com os três Restaurantes em pleno funcionamento, os campi de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros passam a contar com mais infraestrutura”, frisou.
Cerca de 1800 refeições devem ser servidas diariamente nos 3 restaurantes da Ufersa fora da sede / Foto Assecom Ufersa

Os mais de 3.800 estudantes de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros são os grandes beneficiados com os Restaurantes que passam a oferecer refeições de qualidade a um preço baixo. A exemplo de Mossoró, o almoço custa R$ 2,50 e o jantar R$ 2,00 para os discentes dos três campi, isso graças aos subsídios estabelecidos pelo PNAES. Para quem não é estudante o preço custa em média R$ 7,50, o almoço, e R$ 7,00, o jantar. Isso, de segunda a sábado. O horário para as refeições é das 10h15 às 13h15 e das 17h15 às 19h15.

Juntos os restaurantes universitários de Angicos, Caraúbas e de Pau dos Ferros passam a servir mais de 1.800 refeições por dia, entre almoço e jantar, porém todos têm capacidade instalada para servir até 3 mil refeições/dia cada um. Cada restaurante apresenta 840 m² de área construída, num espaço totalmente climatizado. As refeições são balanceadas e sob a supervisão de nutricionistas. 

Estudante de Pau dos Ferros durante a inauguração do R.U do Campus / Foto Assecom Ufersa

Para os representantes do DCE de todos os campi, os Restaurantes Universitários são grandes conquistas. “É uma satisfação para todos os estudantes que passam a contar com mais um equipamento que garante a permanência na Universidade”, reconheceu Josiele Melo. O representante do DCE de Pau dos Ferros, Widgledson Viana Fernandes, também comemorou a chegada do novo espaço. 
“O Campus de Pau dos Ferros é muito novo ainda e o R.U hoje é uma grande conquista para a classe estudantil, para a sua permanência dentro da Universidade. O Campus não fica perto do Centro e era uma grande dificuldade para nós que somos alunos aqui da Ufersa Pau dos Ferros porque não conseguíamos ir para a cidade. Tínhamos que pegar ônibus e seguir para os restaurantes populares. Tanto para o residente que mora dentro da Ufersa como aquele que passa o dia é uma riqueza muito grande”, falou. 
Restaurante de Caraúbas, o primeiro dos campi fora da sede a ser entregue / Foto Eduardo Mendonça

O Representante do DCE de Angicos, Artur Diniz Araújo, do curso de Engenharia Civil do Campus também comentou sobre a chegada do Restaurante. “O Restaurante atendeu as expectativas e está sendo bom. Hoje sendo testado por todo mundo. Quem está saindo, está falando bem”, destacou.

Este espaço é de vocês, cabe agora a cada um zelar e fiscalizar a qualidade do serviço. Quero dizer que com os três Restaurantes em pleno funcionamento, os campi de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros passam a contar com mais infraestrutura

 O Restaurante de Angicos foi o último a ficar pronto. Segundo o Reitor Arimatea, problemas com as empresas que construíram o prédio foi o grande motivo do atraso. “A demora na entrega do Restaurante de Angicos foi devido a falta de compromisso das primeiras empresas que venceram a licitação. Quero destacar que a Universidade esteve presente em todos os momentos cobrando dos construtores o término da obra e hoje ela está sendo oficialmente entregue a todos vocês com muito esforço e com o sentimento de dever cumprido. Agradecemos a Superintendência de Infraestrutura, a Direção do Campus de Angicos, a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis, a Pró-Reitoria de Administração, enfim, foram muitas mãos para entregar essa obra”, ressaltou. 
José de Arimatea de Matos - Reitor

A entrega do Restaurante de Angicos garantiu uma nova era para os estudantes do Campus. Emocionado, o aluno de Engenharia Civil de Angicos, Cleiton Araújo, falou que ver o R.U. aberto e funcionando é um grande sonho realizado. “Estamos desde o início acompanhando a construção do Restaurante e também todos os problemas que apareceram, mas é um novo tempo que chega para a Ufersa Angicos”, comemorou. 

Cleiton Araújo, aluno da Ufersa Angicos / Foto Assecom



Quem também está comemorando a chegada do novo R.U. de Angicos é a estudante Francimária Moura de Oliveira, do curso de Licenciatura em Computação e Informática. Além de ter o restaurante como opção, a aluna acabou ganhando um emprego dentro da empresa terceirizada que prepara as refeições em Angicos. “Eu estava desempregada e vi o anúncio da empresa. Fiquei interessada, enviei o meu currículo e aqui estou”, comentou Francimária, que é natural do próprio município. 

Estudante de Angicos que fez o primeiro prato no novo RU / Foto Assecom

COMIDA BOA – Quem provou, gostou e aprovou. Essa unanimidade prevaleceu entre os estudantes que já almoçam nos R.Us Caraúbas e de Pau dos Ferros e agora também entre os que começaram a fazer as refeições no R.U. de Angicos. A comunidade acadêmica se mostra satisfeita com a novidade de poder fazer as refeições sem sair das dependências de cada campus. “Hoje é o maior restaurante aqui da região de Pau dos Ferros, não tem nenhum outro com essa estrutura, com climatização e conforto. Então o nosso R.U será bom para a Ufersa, como para a cidade de forma em geral”, destacou a Assistente Social, Luana Nogueira.

“Achei muito importante, pois nem sempre dispomos de dinheiro para almoçar fora. Aqui ficou tudo mais fácil, com o grande diferencial que a qualidade da refeição a preço baixo”, opinou a estudante de Ciência e Tecnologia, Sara Alves Cândido. Outra vantagem, essa apontada pelo estudante Gabriel Luiz Dantas Lopes Nogueira, de C&T de Caraúbas, é a economia de tempo. “Vai facilitar bastante a nossa vida, além da economia financeira”, frisou. 


Por falar em economia, rapidamente o estudante Felipe Anderson Bandeira Medeiros, calculou o quanto ele passará a economizar fazendo refeições no R.U. “Antes, gastava por mês cerca de R$ 240,00 e, com o R.U esse valor ficará em torno de R$ 90,00, ou seja, um ganho de R$ 150,00”, afirmou, elogiando também a qualidade da comida.

ESTRUTURA – Na construção dos Restaurantes Universitários de Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros foram investidos mais de R$ 5 milhões na obra e na aquisição dos equipamentos. Em todos os Restaurantes, a instalação da cozinha obedece às exigências da Resolução RDC, da ANVISA, que estabelece os procedimentos de boas práticas para o serviço de alimentação a fim de garantir as condições higiênico-sanitárias do alimento preparado. Todos os utensílios são de aço inoxidável.

As cozinhas dos três Restaurantes dispõem de um forno industrial, duas caldeiras, duas pass-throughs (equipamento que conserva alimentos quentes e frios e evita a proliferação de microrganismos), duas câmaras de desgelo e quatro câmaras frias (carne, aves, peixes e hortifruti). Os espaços são divididos por salas com funções específicas, como por exemplo, preparo de carnes, preparo de vegetais, preparo de sucos, entre outras.


Inauguração do RU de Angicos / Foto Assecom


Fonte: Assecom Ufersa 

DIFERENÇA ENTRE MUNICÍPIOS POTIGUARES COM MAIOR E MENOR INVESTIMENTO EM SAÚDE PASSA DE 1.500%

Resultado de imagem para foto da saúde no RN

G1 RN
Segundo levantamento do Conselho Federal de Medicina, Guamaré investiu R$ 2.298,86 por habitante em 2017. Menor gasto no estado foi de Canguaretama, com R$ 141,53 por morador.

Mais da metade dos municípios do Rio Grande do Norte gasta menos de R$ 403,12 por habitante, anualmente, quando o assunto é saúde. Esse valor foi a média investida pelas cidades brasileiras na área em 2017, segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM). Um total de 95, das 167 cidades potiguares, que representam 56% do total, desembolsaram valores abaixo da média nacional.

Mesmo assim, a média de investimentos do estado é de R$ 421,32 - valor acima da nacional - puxada pelos maiores valores. Isso porque, enquanto há cidades que gastam menos de R$ 150, outras ultrapassam os R$ 2 mil dispensados por habitante. A discrepância entre o município que mais gasta com saúde e o que menos gasta, chegou a 1.524%, no estado.

Guamaré, na região da Costa Branca, desembolsou R$ 2.298,86 por habitante e ficou na sexta colocação entre todos os municípios brasileiros, no ranking dos que mais gastam com saúde per capita. Por outro lado, Canguaretama, no Litoral Sul potiguar, foi a quem menos gastou com cada habitante, no estado: R$ 141,53.

Os 10 municípios que mais gastam em Saúde (per capita) no RN

Guamaré - R$ 2.298,86
São Bento do Norte - R$ 1.481,29
Bodó - R$ 1.178,36
Ipueira - R$ 1.123,26
Galinhos- R$ 969,64
Pedra Grande - R$ 946,90
Viçosa - R$ 865,18
Severiano Melo - R$ 836,04
Rafael Godeiro - R$ 817,09
Lagoa de Velhos - R$ 813,27

Os 10 municípios que menos gastam em Saúde (per capita)

Canguaretama - R$ 141,53
São José de Mipibu - R$ 148,55
Nísia Floresta- R$ 149,84
Apodi - R$ 153,66
Nova Cruz - R$ 159,01
Touros - R$ 166,96
Caraúbas - R$ 172,07
Montanhas - R$ 175,35
Luís Gomes - R$ 178,39
Monte Alegre- R$ 183,03

A média dos municípios também varia de acordo com a quantidade populacional. As cidades com mais de 500 mil habitantes, por exemplo, tiveram média de R$ 425,84 investidos por habitante, no país. Natal, que tem mais de 885 mil, ficou bem abaixo desse valor, com R$ 362,99. Nesse quesito, o estado ficou abaixo da média nacional em todas as faixas populacionais.
O levantamento do Conselho Federal Medicina (CFM), considerou os valores aplicados pelos gestores municipais com recursos próprios em Ações e Serviços Públicos de Saúde (ASPS), declaradas no Sistema de Informações sobre os Orçamentos Públicos em Saúde (Siops), do Ministério da Saúde.

Trata-se de um desdobramento do trabalho divulgado em novembro do ano passado, quando o Conselho Federal de Medicina apontou que o "Brasil gasta R$ 3,48 ao dia com a saúde de cada habitante". No RN, o poder público gasta o equivalente a R$ 2,60, de acordo com o mesmo estudo.
Média de gasto municipal segundo porte do município no RN
Porte Nº municípios do RN Média do Brasil Média RN
Até 5 mil habitantes 49 R$ 779,21 R$ 647,27
De 5 mil e 10 mil hab. 45 R$ 449,30 R$ 346,93
De 10 e 25 mil hab. 50 R$ 357,03 R$ 342,06
De 25 a 50 mil hab. 15 R$ 326,42 R$ 244,95
De 50 a 100 mil hab. 4 R$ 329,14 R$ 257,92
De 100 a 500 mil hab. 3 R$ 389,45 R$ 287,09
Acima de 500 mil hab. 1 R$ 425,84 R$ 362,99
Total 167 403,37 R$ 421,32

Fonte: CFM

Veja quanto investiu cada cidade do RN, por habitante

Cidade - gasto per capita - população

Acari - R$ 200,82 - 11.333 hab.
Açu - R$ 280,62 - 58.183 hab.
Afonso Bezerra - R$ 310,55 - 11.211 hab.
Água Nova - R$ 501,90 - 3.260 hab.
Alexandria - R$ 219,34 - 13.827 hab.
Almino Afonso - R$ 470,60 - 4.854 hab.
Alto do Rodrigues - R$ 493,11 - 14.365 hab.
Angicos- R$ 190,03 - 11.909 hab.
Antônio Martins - R$ 436,21 - 7.237 hab.
Apodi - R$ 153,66 - 36.323 hab.
Areia Branca - R$ 482,18 - 27.401 hab.
Arez- R$ 480,23 - 14.307 hab.
Augusto Severo - R$ 231,18 - 9.768 hab.
Baía Formosa- R$ 435,97 - 9.309 hab.
Baraúna- R$ 325,95 - 28.085 hab.
Barcelona - R$ 575,56 - 4.064 hab.
Bento Fernandes - R$ 304,73 - 5.527 hab.
Bodó - R$ 1.178,36- 2.307 hab.
Bom Jesus - R$ 269,16 - 10.254 hab.
Brejinho - R$ 267,26 - 12.720 hab.
Caiçara do Norte - R$ 222,36 - 6.624 hab.
Caiçara do Rio do Vento - R$ 552,47 - 3.680 hab.
Caicó - R$ 297,30 - 68.222 hab.
Campo Redondo - R$ 198,38 - 11.244 hab.
Canguaretama - R$ 141,53 - 34.267 hab.
Caraúbas - R$ 172,07 - 20.707 hab.
Carnaúba dos Dantas - R$ 376,50 - 8.188 hab.
Carnaubais - R$ 403,81 - 10.715 hab.
Ceará‐Mirim - R$ 186,87 - 73.849 hab.
Cerro Corá - R$ 468,58 - 11.344 hab.
Coronel Ezequiel - R$ 450,94 - 5.593 hab.
Coronel João Pessoa - R$ 483,69 - 4.980 hab.
Cruzeta- R$ 345,12 - 8.147 hab.
Currais Novos - R$ 273,94 - 45.228 hab.
Doutor Severiano - R$ 237,53 - 7.190 hab.
Encanto - R$ 425,18 - 5.666 hab.
Equador- R$ 434,31 - 6.119 hab.
Espírito Santo- R$ 249,65 - 10.702 hab.
Extremoz - R$ 228,39 - 28.331 hab.
Felipe Guerra- R$ 590,91 - 6.052 hab.
Fernando Pedroza - R$ 581,45 - 3.072 hab.
Florânia - R$ 350,61 - 9.262 hab.
Francisco Dantas - R$ 658,07 - 2.890 hab.
Frutuoso Gomes- R$ 745,80 - 4.180 hab.
Galinhos- R$ 969,64 - 2.715 hab.
Goianinha - R$ 297,25 - 26.068 hab.
Governador Dix‐Sept Rosado - R$ 441,25 - 13.157 hab.
Grossos- R$ 377,79 - 10.386 hab.
Guamaré - R$ 2.298,86- 15.309 hab.
Ielmo Marinho - R$ 278,74 - 13.714 hab.
Ipanguaçu - R$ 346,90 - 15.464 hab.
Ipueira - R$ 1.123,26 - 2.251 hab.
Itajá - R$ 347,36 - 7.571 hab.
Itaú - R$ 313,46 - 5.930 hab.
Jaçanã - R$ 320,64 - 9.068 hab.
Jandaíra - R$ 418,19 - 6.942 hab.
Janduís - R$ 487,09 - 5.386 hab.
Januário Cicco - R$ 239,67 - 0.096 hab.
Japi - R$ 427,86 - 5.247 hab.
Jardim de Angicos- R$ 566,44 - 2.663 hab.
Jardim de Piranhas - R$ 340,21 - 14.858 hab.
Jardim do Seridó - R$ 243,46 - 12.579 hab.
João Câmara - R$ 187,95 - 35.087 hab.
João Dias - R$ 544,24 - 2.695 hab.
José da Penha - R$ 304,05 - 363 hab.
Jucurutu - R$ 334,21 - 18.530 hab.
Jundiá - R$ 537,46 - 3.910 hab.
Lagoa d'Anta - R$ 339,71 - 6.793 hab.
Lagoa de Pedras - R$ 207,60 - 7.579 hab.
Lagoa de Velhos - R$ 813,27 - 2.771 hab.
Lagoa Nova - R$ 294,73 - 15.590 hab.
Lagoa Salgada - R$ 304,45- 8.269 hab.
Lajes - R$ 228,16 - 11.316 hab.
Lajes Pintadas - R$ 514,70 - 4.822 hab.
Lucrécia - R$ 558,69 - 4.002 hab.
Luís Gomes - R$ 178,39 - 10.211 hab.
Macaíba - R$ 266,88 - 80.031 hab.
Macau - R$ 466,46 - 31.859 hab.
Major Sales - R$ 558,68- 4.002 hab.
Marcelino Vieira - R$ 277,22 - 8.492 hab.
Martins - R$ 190,50 - 8.793 hab.
Maxaranguape - R$ 327,25 - 12.223 hab.
Messias Targino - R$ 456,04 - 4.608 hab.
Montanhas - R$ 175,35 - 11.503 hab.
Monte Alegre - R$ 183,03 - 22.462 hab.
Monte das Gameleiras- R$ 735,47 - 2.178 hab.
Mossoró - R$ 329,89 - 295.619 hab.
Natal - R$ 362,99 - 885.180 hab.
Nísia Floresta - R$ 149,84 - 27.372 hab.
Nova Cruz - R$ 159,01 - 37.695 hab.
Olho‐d'Água do Borges - R$ 411,03 - 4.349 hab.
Ouro Branco -R$ 405,24 - 4.882 hab.
Paraná -R$ 635,94 - 4.276 hab.
Paraú - R$ 421,27 -3.859 hab.
Parazinho - R$ 623,06 - 5.258 hab.
Parelhas- R$ 208,76 -21.669 hab.
Parnamirim - R$ 299,01 - 254.709 hab.
Passa e Fica - R$ 296,04 - 13.099 hab.
Passagem - R$ 521,99 - 3.109 hab.
Patu - R$ 231,27 -12.844 hab.
Pau dos Ferros - R$ 263,72 - 30.452 hab.
Pedra Grande - R$ 946,90 - 3.356 hab.
Pedra Preta - R$ 810,67- 2.532 hab.
Pedro Avelino- R$ 361,51 - 6.938 hab.
Pedro Velho - R$ 297,50 - 14.954 hab.
Pendências - R$ 495,95- 15.083 hab.
Pilões - R$ 622,30- 3.836 hab.
Poço Branco - R$ 425,82 - 15.418 hab.
Portalegre - R$ 291,51 - 7.909 hab.
Porto do Mangue - R$ 654,83 - 6.789 hab.
Presidente Juscelino - R$ 223,89- 10.099 hab.
Pureza - R$ 240,78- 9.568 hab.
Rafael Fernandes -R$ 293,84 - 5.115 hab.
Rafael Godeiro - R$ 817,09 - 3.234 hab.
Riacho da Cruz - R$ 724,40 - 3.566 hab.
Riacho de Santana- R$ 580,08 - 4.277 hab.
Riachuelo - R$ 297,02 - 8.075 hab.
Rio do Fogo - R$ 487,05 - 10.901 hab.
Rodolfo Fernandes - R$ 560,85 - 4.545 hab.
Ruy Barbosa - R$ 475,27 - 3.669 hab.
Santa Cruz - R$ 228,82 - 39.667 hab.
Santa Maria - R$ 297,26 - 5.500 hab.
Santana do Matos- R$ 250,86 - 13.289 hab.
Santana do Seridó- R$ 739,57 - 2.701 hab.
Santo Antônio - R$ 223,76 - 24.220 hab.
São Bento do Norte - R$ 1.481,29 - 2.846 hab.
São Bento do Trairí - R$ 680,62 - 4.425 hab.
São Fernando- R$ 573,43 - 3.617 hab.
São Francisco do Oeste- R$ 445,16 - 4.238 hab.
São Gonçalo do Amarante - R$ 232,36 - 101.492 hab.

São João do Sabugi - R$ 255,91 - 6.260 hab.
São José de Mipibu - R$ 148,55 - 43.995 hab.
São José do Campestre- R$ 250,76 - 13.007 hab.
São José do Seridó- R$ 394,32 - 4.643 hab.
São Miguel - R$ 194,08 - 23.610 hab.
São Miguel do Gostoso - R$ 287,16 - 9.606 hab.
São Paulo do Potengi - R$ 257,03 - 17.572 hab.
São Pedro - R$ 253,20 - 6.139 hab.
São Rafael - R$ 304,81 - 8.343 hab.
São Tomé - R$ 226,92 - 11.223 hab.
São Vicente - R$ 383,12 - 6.469 hab.
Senador Elói de Souza -R$ 298,81 - 6.188 hab.
Senador Georgino Avelino - R$ 435,35 - 4.423 hab.
Serra de São Bento - R$ 351,80 - 5.870 hab.
Serra do Mel - R$ 492,62 - 11.838 hab.
Serra Negra do Norte - R$ 252,11 - 8.175 hab.
Serrinha R$ 291,88 - 6.422 hab.
Serrinha dos Pintos - R$ 574,51 - 4.841 hab.
Severiano Melo - R$ 836,04 - 3.150 hab.
Sítio Novo - R$ 402,79 - 5.528 hab.
Taboleiro Grande - R$ 790,68 - 2.566 hab.
Taipu - R$ 309,31 - 12.428 hab.
Tangará- R$ 255,51 - 15.866 hab.
Tenente Ananias - R$ 369,89 - 10.814 hab.
Tenente Laurentino Cruz - R$ 420,72 -5.912 hab.
Tibau - R$ 771,50 - 4.100 hab.
Tibau do Sul - R$ 505,16 - 13.895 hab.
Timbaúba dos Batistas - R$ 583,55 - 2.437 hab.
Touros - R$ 166,96 - 34.043 hab.
Triunfo Potiguar - R$ 478,86 - 3.327 hab.
Umarizal- R$ 204,75 - 10.781 hab.
Upanema - R$ 367,24 - 14.609 hab.
Várzea - R$ 270,08 - 5.554 hab.
Venha‐Ver - R$ 381,97 - 4.187 hab.
Vera Cruz - R$ 317,68 - 12.371 hab.
Viçosa - R$ 865,18 - 1.731 hab.
Vila Flor - R$ 624,07 - 3.173 hab.

SECRETÁRIA DE SAÚDE DE FERNANDO PEDROZA E PREFEITA SANDRA JAQUELINE MOSTRA COMO TER ZELO PELA POPULAÇÃO


De acordo com o relatório anual do CFM (Conselho Federal de Medicina), a Secretária de Saúde Rosane Ribeiro, e 
a Prefeita Sandra Jaqueline (PSD) estão trabalhando pra valer e tendo zelo pelos seus Municípios, investindo na saúde de sua população. 

Tendo média nacional de R$ 581,45 investidos por habitante, colocando o município em Destaque. 

VERGONHA: ANGICOS ESTA ENTRE OS MUNICÍPIOS DO RN QUE INVESTE MENOS NA SAÚDE



Resultado de imagem para Fotos de Nataly e deusdete

O prefeito Deusdete Gomes (PSDB) e a secretária de saúde a vereadora licenciada Nataly Felipe, estão em baixa, sem prestígio no âmbito de investimentos em Saúde pública, VERGONHA!.

O Município de Angicos encontra-se entre os que menos investem em saúde pública no estado do RN, R$ 190,03 por habitante.

Os dados são do Conselho Federal de Medicina (CFM), ano base 2017 e foram divulgados pelo Portal G1 nesta segunda-feira, 21. 

Confira lista completa do levantamento AQUI.

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

VEREADOR CLÓVES TIBÚRCIO SE FEZ PRESENTE NA INAUGURAÇÃO DO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO


O Presidente da Câmara Municipal de Angicos Vereador Presidente Clóves Tibúrcio, acompanhado do casal de amigos, a Srª Solange Madeiro e seu esposo o Srº Antônio Carlos Tavares, na manhã desta Terça-feira, dia 22, se fizeram presentes na inauguração do Restaurante Universitário (RU) da UFERSA Campus Angicos-RN.


Na oportunidade parabenizou o Diretor do Campus Angicos Araken De Medeiros santos, pelo novo empreendimento do Campus possibilitando refeições a um preço acessível aos Alunos e à Comunidade angicana.

MULHER DEIXA HOSPITAL APÓS 43 ANOS E TRAÇA OBJETIVOS PARA VIDA NOVA: 'VIAJAR E AJUDAR AS PESSOAS'

Eliana Zagui foi diagnosticada com poliomielite e passou quatro décadas no Hospital das Clínicas de São Paulo. Há um mês, ela mora na casa de um amigo em Sumaré e comemora a liberdade.

Por Marcello Carvalho e Jonatan Morel, G1 Campinas e Região e EPTV

Eliana mora há um mês na nova casa em Sumaré — Foto: Marcello Carvalho/G1
Eliana mora há um mês na nova casa em Sumaré — Foto: Marcello Carvalho/G1

As paredes eram brancas e a janela só tinha vista para a copa de uma árvore e pedaços de arranha-céus da maior cidade do Brasil. O cenário foi praticamente o único que Eliana Zagui conviveu durante 43 dos 44 anos de vida. Diagnosticada com poliomielite quando tinha um ano, ela passou a morar em um quarto de hospital. A rotina fria que foi imutável por quatro décadas finalmente mudou. Há um mês, ela vive na casa de um amigo em Sumaré (SP) e substituiu o branco por cores, a copa da árvore por plantas no quintal e o sonho de viver fora da unidade médica pela liberdade de fazer planos: viajar, dar palestras e ajudar as pessoas.


Eliana descobriu que tinha pólio em pleno surto da doença, na década de 1970. O desconhecimento dos médicos à época, que disseram que crianças com dor de garganta não poderiam tomar vacina, fez o quadro se agravar. Ela perdeu os movimentos do pescoço para baixo e passou a respirar só com a ajuda de aparelhos. Sem poder pagar o tratamento e todos os equipamentos, a família optou, em 1976, por deixá-la morando no Hospital de Clínicas da Universidade de São Paulo (USP) por tempo indeterminado.


O planejamento de viver fora do hospital começou muito antes dela conseguir deixar a unidade, no dia 22 de dezembro do ano passado. Além da determinação e da garra para nunca deixar a doença derrotá-la, o fator determinante para a realização do sonho foi o cruzamento dos destinos dela e do cabeleireiro Lucas Negrini. Os dois se conheceram pela internet em 2002 e a amizade fez o jovem de 35 anos mudar todo o rumo da vida para “adotar” Eliana em casa.

Eliana aprendeu a pintar com a boca no hospital — Foto: Marcello Carvalho/G1
Eliana aprendeu a pintar com a boca no hospital — Foto: Marcello Carvalho/G1

O mês em liberdade trouxe um novo ritmo à rotina da paciente. Na cama adaptada em um dos quartos da casa de Lucas, ela mistura novos e velhos hábitos. O gosto pelos livros e pela pintura, paixões adquiridas nos anos de Hospital das Clínicas, se une às descobertas da vida fora, como a relação com os cachorros, a diversão com filmes e músicas, e o contato com a natureza em passeios que faz constantemente. O preferido? Uma represa próximo à casa da nova família.


“Eu ainda estou me ajeitando na nova rotina, mas a principal diferença é poder sair. Ter a liberdade de ver a luz do sol quando eu quiser, ver a natureza, que eu gosto muito. Aqui, até o meu bom dia é diferente. Lá no hospital tinha dia que eu nem respondia bom dia. Aqui eu estou feliz, a gente sai, vai em um barzinho aqui perto, já fui em churrasco, mas o que eu adoro mesmo é a represa, me divirto”, contou Eliana.

E agora?

Os 43 anos alternando a esperança para deixar de morar no hospital, e o empenho para lidar com a rotina pesada do monitoramento constante dos médicos, não reduziram os objetivos de Eliana. Entre os planos muito bem definidos, o principal deles é andar de avião para poder viajar e conhecer o Sul do Brasil e Portugal, os lugares que mais sonha em visitar.


Os projetos profissionais, assim como a rotina, também misturam passado e presente. O passatempo que aprendeu no hospital virou profissão. Atualmente, ela pinta quadros e pretende usar as obras para ganhar dinheiro. Junto com a pintura, pretende entrar no ramo de palestras para ajudar pessoas que também perderam os movimentos do corpo por conta da poliomielite ou adquiram outro problema de mobilidade.

Lucas conheceu Eliana em 2002 e levou ela para morar com ele  — Foto: Marcello Carvalho/G1
Lucas conheceu Eliana em 2002 e levou ela para morar com ele — Foto: Marcello Carvalho/G1

‘O tetraplégico era eu’

A ajuda que Lucas deu a Eliana para tirá-la do hospital não foi a primeira demonstração de carinho e amizade entre os dois. Quando se conheceram, em 2002, o jovem vivia uma situação bem distinta da atual. Prestes a ser despejado de onde morava em São Paulo, ele teve depressão e buscou ajuda em um grupo da Igreja Presbiteriana, onde ela trabalhava como voluntária e auxiliava as pessoas por meio de chat na internet – ela aprendeu a pintar e digitar com a boca. A empatia foi imediata.

“Eu disse os problemas que eu tinha e deixei claro para ela que estava pensando em fazer uma besteira. Então ela começou a me falar que eu não podia fazer isso, que tinha pessoas com problemas muito piores que o meu. Quando ela me disse para ir ao hospital visitá-la e eu vi que ela estava sem se mexer naquela cama, eu vi que ela estava falando dela mesma e que eu que estava tetraplégico nos meus pensamentos. Ela foi o remédio para curar minha depressão”, revelou Lucas.

Quando morava no hospital, Eliana chegou a receber a visita de Ayrton Senna — Foto: Arquivo pessoal
Quando morava no hospital, Eliana chegou a receber a visita de Ayrton Senna — Foto: Arquivo pessoal

Eliana conta que o objetivo de deixar o hospital sempre existiu. Durante o período na unidade médica, que rendeu até um livro lançado há alguns anos, ela saia para dar alguns passeios, mas sempre tinha que voltar dias depois. A frustração de não ter a visita dos pais constantemente, – a mãe dela morreu há cinco anos e o pai teve dificuldades para aceitar a condição da tetraplegia – além sonho de ter um lar, comoveram Lucas, que também precisava da amiga para não recair à depressão.
A mudança

De volta a Sumaré e depois de adquirir uma casa, o cabeleireiro começou o processo para trazer Eliana para perto. Para conseguir financiar os custos de duas enfermeiras, além dos gastos com medicações e as despesas da residência, ele conta com a ajuda de empresários e uma vaquinha na internet.

Já o aparelho que funciona como um pulmão artificial para ajudar na respiração é do HC e foi junto com a paciente para a nova residência, que atualmente, além de Eliana e do dono da casa, também moram Cynthia, uma jovem que veio da Bahia para conseguir um emprego, e Júnior, amigo de Lucas. “Não acho que seja uma república, tem mais cara de um instituto para ajudar pessoas”, afirmou o cabeleireiro.

Depois de algumas visitas curtas à residência para adaptação e de uma sensível melhora no estado de saúde, Eliana recebeu alta e foi em definitivo para a nova casa. “Não tinha ninguém que me levasse para casa. Minha família não tem condição. O Lucas mudou a vida dele para conseguir me ajudar. Por incrível que pareça, ainda existem pessoas boas no mundo. Hoje em dia as pessoas não sabem ajudar o outro. Ele é um grande amigo”, explicou.

Mulher viveu no hospital desde 1 ano e 9 meses — Foto: Arquivo pessoal
Mulher viveu no hospital desde 1 ano e 9 meses — Foto: Arquivo pessoal

Ajuda a novos e velhos amigos


Apesar de ter conquistado o sonho de morar em uma casa, Eliana ainda não está 100% realizada. O que falta? Tirar do hospital o amigo e companheiro de quarto por quatro décadas, Paulo Henrique Machado, e levar para a mesma casa em Sumaré. Os dois foram os únicos que sobraram no HC das crianças que foram internadas com poliomielite na década de 1970. No entanto, segundo ela, ele ainda tem receio de deixar o local em definitivo.


Outra pendência é inaugurar o Instituto Eliana Zagui, idealizado por ela e Lucas para ajudar vítimas da doença. A ideia é transformar a casa também em sede da organização, mas o local foi vetado pela Prefeitura. Com a negação, eles já conseguiram outro imóvel e estão em fase de finalização das aprovações e da captação de recursos para colocar o plano em prática.
“O meu tempo no hospital foi de grande aprendizado e grande sofrimento, acho que tenho muitas coisas a passar para as pessoas. Mas realmente falta o Paulo aqui, eu sinto muita falta dele. Cada criança que ia embora do hospital ou morria, eu chorava, só sobrou eu e o Paulo, ele é muito importante para mim”, relembrou.

A ajuda às pessoas inclusive já começou. Em julho do ano passado, ainda no hospital, Eliana falou com o G1 e reforçou a importância dos pais vacinarem as crianças contra poliomielite.
Paulo e Eliana no quarto de hospital que dividiram por quatro décadas — Foto: Arquivo pessoal
Paulo e Eliana no quarto de hospital que dividiram por quatro décadas — Foto: Arquivo pessoal


PARA A POLÍCIA, PRISÃO NA OPERAÇÃO INTOCÁVEL É ESTRATÉGICA PARA INVESTIGAÇÃO DO CASO MARIELLE

Major Ronald Paulo Alves Pereira foi um dos cinco presos em ação que mirou uma milícia da Zona Oeste do Rio. O grupo é suspeito de atuar na grilagem de terras.
Por Henrique Coelho, G1 Rio


Ronald Paulo Alves Pereira, major da PM, chega preso à Cidade da Polícia — Foto: Reprodução/GloboNews

Agentes da Polícia Civil que trabalham no caso Marielle Francoconsideraram a prisão do major Ronald Paulo Alves Pereira estratégica para a investigação. Eles suspeitam da participação dele na morte da vereadora, em março de 2018, mas não especificam qual seria o nível de envolvimento.

O major foi um dos cinco presos na Operação Intocáveis, do Ministério Público e da Polícia Civil, nesta terça-feira (22). Ele é suspeito de chefiar uma milícia que age em grilagem de terras na zona Oeste do Rio.


“Todos esses presos serão ouvidos, na expectativa de que possam colaborar em outras investigações. A gente não descarta a participação no crime de Marielle Franco, mas não podemos afirmar isso neste momento”, disse a promotora Simone Sibilio.


De acordo com o Ministério Público, o major Ronald era um dos principais envolvidos no mercado imobiliário ilegal na região de Rio das Pedras.


“Ele exercia liderança até pela sua própria condição também, e tem forte influência no ramo imobiliário ilegal. Há farta documentação comprovando isso.”


“Algumas pessoas que foram presas hoje também integram o escritório do crime, mas a investigação teve como objetivo combater essa organização em Muzema e Rio das Pedras”, acrescentou Simone, sobre o grupo paramilitar investigado por execuções no Rio.


O grupo é suspeito de comprar e vender imóveis construídos ilegalmente na Zona Oeste do Rio, além de crimes relacionados à ação da milícia nas comunidades de Rio das Pedras, Muzema e adjacências, como agiotagem, extorsão de moradores e comerciantes, pagamento de propina e utilização de ligações clandestinas de água e energia.

Homenagem na Alerj

Ronald Paulo Alves Pereira, quando era lotado no 16º BPM, foi homenageado pelo então deputado Flávio Bolsonaro, hoje senador eleito.

A condecoração aconteceu na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) meses depois de Ronald ser apontado como um dos autores da Chacina da Via Show, que deixou cinco jovens mortos após a saída de uma casa de festas em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Até hoje o major – agora apontado como chefe da milícia da Favela da Muzema – não foi julgado pelo crime.

"Sobre as homenagens prestadas a militares, sempre atuei na defesa de agentes de segurança pública e já concedi centenas de outras homenagens. Aqueles que cometem erros devem responder por seus atos", escreveu Flávio Bolsonaro nesta terça, em suas redes sociais.

FORÇA NACIONAL CONTINUA NO RN POR MAIS 60 DIAS

Resultado de imagem para foto da força nacional no RN

A Força Nacional irá permanecer no Rio Grande do Norte por mais 60 dias. A prorrogação, assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (22). O adiamento também acontece nos estados de Sergipe e Rio Grande do Sul.

De acordo com o texto, Moro considerou o pedido dos Governadores dos Estados, em dezembro de 2018, para aprovar a prorrogação da estadia dos agentes.

Se necessário, governadora do RN, Fátima Bezerra (PT), poderá solicitar novamente a prorrogação do apoio da Força Nacional no estado.

INSS VAI GANHAR MAIS PODER PARA DETECTAR FRAUDES EM BENEFÍCIOS


O governo federal vai ampliar o poder de fogo do INSS para identificar fraudes em benefícios, o que deve potencializar a economia que será obtida com a medida provisória (MP) editada na semana passada para combater essas irregularidades, disse o secretário de Previdência do Ministério da Economia, Leonardo Rolim ao jornal O Estado de S. Paulo.

O texto dá ao INSS acesso às bases de dados da Receita Federal, do SUS e do FGTS, e o cruzamento dessas informações ajudará a apontar outros benefícios com indícios de irregularidade para além dos 3 milhões que já estão no radar da equipe econômica e que passarão por um extenso pente-fino.

SERVIDORES DO ESTADO SE REÚNEM PARA DISCUTIR DÉBITOS SALARIAIS NO RN




O Fórum Estadual dos Servidores Públicos do Rio Grande do Norte, que congrega diversas entidades sindicais e associações de classe, realiza nesta terça-feira, 22, reunião para discutir a questão dos débitos salariais do Governo do Estado. A dívida, que é estimada em R$ 1 bilhão, ainda não tem previsão de pagamento por parte do Executivo.

O débito é representado pelas folhas salariais não pagas de parte do novembro de 2017, novembro de 2018 e o 13º salário de 2018. Os servidores estaduais não aceitam o parcelamento destes pagamentos, como está sendo feito pelo Governo com os salários de janeiro e de fevereiro deste ano.

A reunião dos servidores estaduais está marcada para as 15 horas, na sede do Sindicato dos Auditores Fiscais do Rio Grande do Norte, no bairro de Candelária, na zona Sul de Natal.

OPERAÇÃO DESATIVA 30 GATOS DE ENERGIA QUE ABASTECIAM 150 RESIDÊNCIAS NO OESTE DO RN



A Cosern realizou, na última sexta-feira, 18, com apoio da Polícia Militar, mais uma etapa da “Varredura”, operação que, desde janeiro de 2018 identifica e desativa ligações clandestinas (o popular “gato”) em estabelecimentos comerciais e residências em todo Estado.

Desta vez, a “Operação Varredura” foi realizada no município de Areia Branca, na região Oeste, e a Cosern identificou e desligou 30 ligações clandestinas que abasteciam 150 residências na cidade.

Equipes técnicas da Cosern retiraram aproximadamente 4 mil metros de fios irregulares utilizados pelos eletro traficantes para realizar as ligações clandestinas.

O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena pode chegar a quatro anos de reclusão. Além de crime, a fraude representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo. A infração também provoca perturbações no fornecimento de energia e parte do prejuízo é dividida por todos os consumidores na hora do reajuste tarifário homologado pela ANEEL anualmente.

Agora RN

NOMEAÇÕES EM ANGICOS: PROFESSORA MARILEIDE MATIAS SERÁ A DIRETORA DA 8ª DIREC



Por Rogério Magno






A Governadora do Estado do Rio Grande do Norte Fátima Bezerra começou a nomear os cargos de chefia de órgãos estaduais na cidade de Angicos. O primeiro destes que o nosso blog tomou conhecimento é o da Professora Francisca das Chagas Marileide Matias para assumir o cargo de chefia da 8ª Diretoria Regional de Educação e Cultura (Direc) com sede em Angicos e que responde pelo norteamento de ações relacionadas as escolas em nível estadual, além de Angicos, das cidades de Bodó, Lajes, Pedro Avelino, Afonso Bezerra, Fernando Pedrosa e Santana do Matos.

A nomeação para o cargo de chefia da 8ª Direc em Angicos constará no Diário Oficial do Estado (DOE), edição desta terça-feira, dia 22 de janeiro e foi chancelada pela governadora Fátima Bezerra nesta segunda-feira (21), conforme fotocopia exposta no inicio desta matéria. 

A professora Marileide Matias chega ao cargo para substituir a então ocupante do posto Francisca Rejane de Macedo que fora exonerada (a pedido) nesta segunda-feira (21) e que também realizou um bom trabalho a frente do órgão. 

A professora Marileide que até então lecionava na Escola Estadual Professora Joana Honório da Silveira Moura em Angicos, sendo professora de carreira em nível estadual tem titulo de Mestre em Educação que lhe fora concedido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Politicamente falando Marileide é presidente municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), que é o partido da governadora Fátima Bezerra. No entanto, em nossa avaliação a nomeada detém todos os requisitos necessários para ocupação do cargo, tendo em vista, a sua larga experiência no campo educacional.

Com essa atitude a Governadora Fátima Bezerra tem se mantido fiel as suas normas na escolha de secretários e assessores do governo, ou seja, pessoas que tenham perfil técnico para ocuparem tais cargos.

Vale salientar que a 8ª Direc em Angicos conta com uma gama de profissionais efetivos de um alto gabarito de conhecimentos na área educacional em suas diversas esferas, que, somadas a força de vontade e o desejo de fazer sempre o melhor que tem a professora Marileide a qual esse redator já trabalhou como colega de profissão, sem duvidas, ela fará um grande trabalho em beneficio das escolas estaduais que são jurisdicionadas a 8ª Direc.

AngicosNews

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

NOVO VISUAL: PREFEITURA DE FERNANDO PEDROZA RESTAURA E ORNAMENTA CANTEIRO NA ENTRADA DA CIDADE

Para quem está acostumado a passar diariamente pela principal entrada da cidade de Fernando Pedroza, já poderá apreciar um novo visual. EU AMO FP.

A prefeitura de Fernando Pedroza, através da secretaria de obras e infraestrutura, concluiu o trabalho de restauração, ornamentação e paisagismo do canteiro público da entrada da cidade.

A ação da prefeitura deixa a entrada de nossa cidade com mais visibilidade e bonita. Várias espécies de vegetação do sertão, mudas e grama, pedras, cheichos, além de luzes que fazem o embelezamento do logradouro público.

O novo canteiro ornamentado na entrada da cidade também está dando as boas vindas em grande estilo para os visitantes e moradores, onde tem sido destaque nas redes sociais pela sua beleza...

A prefeita Sandra Jaqueline, destacou que a iniciativa tem por objetivo o embelezamento da cidade e a ornamentação dos canteiros centrais do município, visando deixar mais belos,além de promover a valorização humana e a autoestima dos munícipes.

A gestão pede o apoio da população e dos comerciantes a fim de colaborar na preservação da jardinagem que está sendo implantada, impedindo ainda que vândalos possam arrancar as mudas plantadas ou destruir os canteiros, finaliza Sandra.

UM CAPITÃO DA POLÍCIA MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE SERÁ O ÚNICO POLICIAL NORDESTINO NA MISSÃO DE PAZ DA ONU NO SUDÃO.



Um capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte será o único policial nordestino na missão de paz da ONU no Sudão. O país africano enfrenta conflitos internos e recebe auxílio de outras nações para lidar com o problema.

“Eu sempre tive esse desejo. Desde a época que eu servi ao Exército queria participar de uma missão de paz. Eu acompanhei, em 2004, alguns batalhões aqui em Natal se preparando para a missão de paz, mas não podia ir. E agora, na Polícia Militar, eu estou com essa oportunidade de ir”, conta o capitão Rafael Soares.

O oficial afirma que vai tentar levar para o Sudão as práticas de polícia comunitárias que foram empregadas em Natal. “Esse será nosso papel principal lá: unir a população à polícia local. Estou muito ansioso e orgulhoso de representar o meu estado do Rio Grande do Norte nessa missão”, complementa.

Para ser convocado, o policial passou por um processo seletivo que durou dois anos. Os protestos e conflitos no Sudão começaram desde que o governo aumentou o preço do pão e dos combustíveis. O capitão Rafael Soares embarca na tarde deste sábado (19), mas só deve chegar ao Oeste do país africano, onde inicia o trabalho, na segunda-feira (21).

JOVEM É ASSASSINADO A TIROS EM VIA PÚBLICA DURANTE A MADRUGADA NA CIDADE DE SANTO ANTÔNIO

Um jovem foi assassinado a tiros durante a madrugada deste domingo (20), na cidade de Santo Antônio. O jovem identificado como Gustavo Luiz, de 23 anos, residia na cidade de Serrinha, foi morto em via pública.

Segundo informações da Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 02h30 na rua mais conhecida como ‘Rua da Lama’, onde um indivíduo teria chegado em uma moto e chamado a vítima que teria ido até o mesmo e foi alvejado por vários disparos de arma de fogo.

A polícia ainda não tem pistas do assassinato nem em relação a motivação o crime. O caso deverá ser investigado pela polícia civil.

CAMINHONEIRO É MORTO A TIROS DURANTE ASSALTO A POSTO DE COMBUSTÍVEIS EM CANGUARETAMA, RN

Crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (21) na BR-101.
Por G1 RN

Um caminhoneiro de 49 anos foi morto a tiros durante um assalto a um posto de combustíveis no município de Canguaretama, distante cerca de 80 quilômetros de Natal. O crime aconteceu na madrugada desta segunda-feira (21).

Segundo a Polícia Militar, uma equipe do Grupo Tático Operacional (GTO) estava em patrulhamento e se deparou com os criminosos ainda no posto, que fica na BR-101, na entrada da cidade. Suspeita-se que os bandidos iriam arrombar o cofre.

Após atirarem contra a viatura, parte da quadrilha fugiu em um carro em direção a Baía Formosa. Houve perseguição e o veículo acabou saindo da pista, mas os bandidos conseguiram fugir em meio a um matagal. Uma arma e material que seria usado no arrombamento foram apreendidos.

Ao retornarem para o posto, os policiais encontraram o caminhoneiro natalense Cosme Fonseca de Medeiros morto. Acredita-se que outros dois assaltantes, que ficaram no posto quando houve o confronto, atiraram nele. Cosme teria sido feito refém ainda durante a tentativa de arrombamento ao cofre.

Buscas foram feitas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.


O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Canguaretama.

MULHER JOGA FEZES NO ROSTO DE MÉDICO DENTRO DE HOSPITAL NO RN

Ataque aconteceu em unidade de Areia Branca, na região Oeste potiguar. Segundo secretário de Saúde, mulher é servidora afastada por problemas psiquiátricos.

Por G1 RN
Mulher jogou fezes em médico dentro do Hospital Municipal de Areia Branca — Foto: Prefeitura de Areia Branca/Divulgação
Mulher jogou fezes em médico dentro do Hospital Municipal de Areia Branca — Foto: Prefeitura de Areia Branca/Divulgação


Uma mulher jogou fezes no rosto de um médico no Hospital Municipal de Areia Branca, região Oeste potiguar, na noite da última quinta-feira (17). O ataque foi confirmado pelo secretário de Saúde do município, Alexandre Inácio, e foi denunciado à Polícia Civil.

O caso aconteceu por volta das 19h na área interna do Hospital Municipal Sara Kubitscheck, horário em que o médico se preparava para deixar o seu plantão. De acordo com o secretário, a mulher é uma técnica de enfermagem, servidora efetiva do município, que está afastada das funções há cerca de seis meses por problemas psiquiátricos.


"Ela entrou no hospital procurando o médico e pediu para ir até ele, para entregar um presente de agradecimento. O pessoal deixou ela entrar no estar médico (local de descanso dos profissionais), mas ela fez isso", contou o secretário. As fezes foram levadas pela agressora em uma sacola plástica. Ao encontrar o médico, ela passou a jogar os excrementos nele e foi embora, em seguida.


Segundo Alexandre Inácio, a agressora atribui ao médico culpa pela morte do pai dela, que aconteceu há algumas semanas. Segundo o secretário, o homem, que era atendido pelo profissional, estava internado em estado terminal de câncer e apresentou um sangramento que não tinha como estancar. Após três dias, o paciente faleceu.

Corredor do Hospital Municipal de Areia Branca  — Foto: Prefeitura de Areia Branca/DivulgaçãoCorredor do Hospital Municipal de Areia Branca — Foto: Prefeitura de Areia Branca/Divulgação

"Não houve erro médico. Infelizmente era um caso terminal. O médico atua há 10 anos no município e é um bom profissional, bem avaliado pelo público", comentou o secretário. "Isso nunca aconteceu em Areia Branca. Pegou todo mundo de surpresa. O médico já tomou algumas providências. Está muito chateado", acrescentou.

Após o ataque, o médico foi à Delegacia de Polícia Civil para registrar um Boletim de Ocorrência e deverá processar a servidora afastada. Em contato com o G1 na noite da última sexta-feira (18), o médico disse que estava "profundamente chateado" com a situação e que vai abrir uma ação contra a mulher, já que considera que ela não tem problemas psiquiátricos de verdade.

O profissional ainda declarou que o estado de saúde do pai da mulher era irreversível e sua morte não foi causada pelo "pequeno sangramento" que apresentava. Ele também afirmou que iria se manifestar oficialmente por meio de uma nota enviada pelo seu advogado, porém ela não chegou até a publicação desta reportagem. O G1 tentou um novo contato neste domingo (20), mas as ligações não foram atendidas.

Ainda segundo o secretário de Saúde de Areia Branca, Alexandre Inácio, haverá reforço na segurança da unidade e as normas internas serão modificadas para impedir a entrada de pessoas às areas restritas aos profissionais.

QUAIS SUSPEITAS ASSOMBRAM FLÁVIO BOLSONARO


Informações sobre movimentações financeiras de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), apontadas como atípicas em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), têm movimentado o noticiário nas últimas semanas. Relembre os acontecimentos:

Queiroz

Análises nas operações bancárias de Flávio foram um desdobramento de um outro relatório do Coaf, que indicavam movimentações suspeitas do seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

O funcionário do gabinete do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) é investigado por movimentar R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

Em sua defesa, em entrevista à ‘Record TV’, Queiroz afirmou ser “um cara de negócios” e que as movimentações referem-se a compra e venda de carros. No entanto, não explicou por que recebeu valores de funcionários da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Nesse domingo (20), a coluna do Lauro Jardim, do ‘Globo’, revelou que Queiroz movimentou R$ 7 milhões em três anos. Além de R$ 1,2 milhão em um ano, o Coaf tem conhecimento de terem passado pela conta corrente do ex-assessor de Flávio mais R$ 5,8 milhões nos períodos anteriores.

A movimentação de R$ 1,2 milhão gerou uma denúncia do Ministério Público do Rio, que estava sendo investigada. Até que, na última quinta-feira (17), o senador eleito, que é citado no processo, recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF), alegando foro privilegiado. Uma decisão do ministro Luiz Fux garantiu a suspensão temporária da investigação.

Flávio

Um outro relatório do Coaf, a respeito de movimentações na conta de Flávio, mostra que operações financeiras feitas por ele são muito semelhantes às realizadas pelo seu ex-assessor. O documento aponta 48 depósitos considerados suspeitos, totalizando R$ 96 mil em cinco datas.

Nesse sábado (19), o Jornal Nacional, da ‘TV Globo’, também revelou o pagamento de um boleto bancário no valor de R$ 1.016.839, sem indicação do favorecido.

Em entrevista à ‘Record’, ele disse que as movimentações suspeitas em sua conta corrente referem-se à compra e venda de um apartamento. Ele teria pago R$ 1.016.839 pelo imóvel e vendido na sequência, sendo que parte do valor foi pago a ele em dinheiro. Isso justificaria os 48 depósitos no valor de R$ 2 mil em sua conta – o limite máximo imposto pelo banco para transações em caixa eletrônico.

As últimas notícias sobre o caso foram reveladas nesta segunda-feira (21) pela ‘Folha de S. Paulo’. Segundo o jornal, registros em cartórios mostram que Flávio Bolsonaro adquiriu dois apartamentos em bairros nobres do Rio em três anos, de 2014 a 2017, ao custo informado de R$ 4,2 milhões. Vale citar que o período da aquisição dos imóveis é o mesmo em que Queiroz movimentou R$ 7 milhões.

Outros pontos polêmicos envolvendo a família Bolsonaro

Cheque de R$ 24 mil à primeira-dama, Michelle

A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, recebeu um cheque de R$ 24 mil de Queiroz. Segundo Jair Bolsonaro, esse cheque é o pagamento de uma dívida. “Emprestei dinheiro para ele em outras oportunidades. Nessa última agora, ele estava com um problema financeiro e uma dívida que ele tinha comigo se acumulou. Não foram R$ 24 mil, foram R$ 40 mil”.

Personal trainer e assessora de Bolsonaro

O gabinete do presidente na Câmara dos Deputados atestou frequência total de sua ex-assessora Nathalia Melo de Queiroz, filha de Queiroz. Nathalia atuava como personal trainer no mesmo período em que trabalhava para Bolsonaro, de dezembro de 2016 a outubro de 2018.

Internação e operação de Queiroz no Einstein

Queiroz deu entrada no hospital no dia 30 de dezembro, passou por uma cirurgia no dia 1º e recebeu alta no último dia 8. Sua condição de saúde foi a justificativa para que ele e seus familiares não comparecessem a depoimentos agendados no Ministério Público do Rio. O presidente Jair Bolsonaro diz que emprestou dinheiro para o ex-assessor do filho Flávio Bolsonaro em várias ocasiões porque ele estava com problema financeiro. Fica a dúvida: quem teria pago os custos desta cirurgia?

MICHELLE DIZ QUE AVISOU BOLSONARO DE DISCURSO EM LIBRAS HORAS ANTES



A primeira-dama Michelle Bolsonaro afirmou que seu discurso em Libras (Língua Brasileira de Sinais), na cerimônia de posse do marido, Jair Bolsonaro (PSL), foi “um segredo guardado”, “natural e espontâneo”.

Em entrevista neste domingo (20) à TV Record , a primeira como primeira-dama, Michelle disse ter avisado ao marido que discursaria apenas duas horas antes de o casal sair da Granja do Torto para a cerimônia.

“Olha, eu vou discursar, mas você fica tranquilo que deve ser menos de quatro minutos”, ela afirmou ter dito a Bolsonaro. Se o marido tivesse vetado, diz, ela ficaria triste “porque tinha isso em mente”, mas aceitaria.

Michelle elaborou o discurso com a ajuda da intérprete dez dias antes da posse e manteve segredo, segundo seu relato. O cerimonial do Planalto só foi avisado um dia antes da posse, ao questioná-la, durante um ensaio, sobre o motivo de duas intérpretes no parlatório.

“Foi um momento cômico, porque uma pessoa do alto escalão ficou extremamente em pânico. ‘A sra. vai discursar, o presidente já sabe?’. Falei ‘não’. Ele [falou] ‘como assim o presidente não sabe?’. Eu falei ‘qual o problema?'”, narrou a primeira-dama.

Ela contou ainda que, meia hora antes de desfilarem no carro aberto, Bolsonaro sugeriu que ela discursasse antes. Michelle rebateu interpretações de que o discurso tenha sido golpe de marketing.

As pessoas falam que o marqueteiro acertou em cheio, não teve nada disso, foi algo muito natural. E foi uma paz vinda realmente de Deus porque eu nunca me imaginei falando para uma população, não consigo falar nem na minha igreja. Foi um momento muito divino.”

Sobre o beijo no parlatório, outra quebra de protocolo, ela disse que ouviu Bolsonaro pedindo o beijo, atendendo manifestação do público para que isso ocorresse, se virou para beijá-lo e, depois, ele pediu novamente, e ela deu o segundo selinho em seguida.

Na entrevista, Michelle afirmou ter uma bandeira e uma luta de defender minorias como a comunidade surda, além de pessoas com deficiências e doenças raras. Negou que seu papel seja somente assistencialista e defendeu trabalho voluntário com esporte para tirar os jovens das drogas e oferecer oportunidade e profissão.

Quando eu falo para você em ajudar, eu estou ajudando essa minoria. A consequência eu não sei como que vai ser, é tudo muito novo para mim também. Mas eu tenho muita vontade, muito amor, muita disposição e muito respeito por essa minoria.”

Michelle afirmou que pretende deixar um legado de “ajudar e ser sensível às causas, olhar para quem realmente precisa, ajudar o próximo sem olhar a quem”. “Quero fazer a diferença”, completou.

Em relação a seu envolvimento com a comunidade surda, Michelle disse que “praticamente brigou” para que o hino nacional fosse interpretado em Libras na posse. “Eu precisava desse momento para mostrar o meu amor por eles.”

Segundo a primeira-dama, a posse gerou repercussão na comunidade surda e aumentou o interesse pela Libras. “Se acabasse agora, eu já estava muito feliz. […]. Pra você ver que não é difícil. É só você olhar pela causa que dá certo. Estou educando as pessoas a respeitarem os direitos que eles já conseguiram.”

Michelle ainda rebateu críticas sobre a nomeação de uma amiga dela que é surda, Priscila Gaspar de Oliveira, para a Secretaria Nacional da Pessoa com Deficiência.

“Ela tem um currículo invejável. Olha a maldade. Eu esperava assim ‘a primeira surda da história a ocupar uma vaga no governo’, algo que fosse abrilhantar. […] E não foi, foi como se eu estivesse fazendo a farra das amigas. E não foi isso”, disse.

‘CHANCE AO PALÁCIO’

Michelle recebeu a equipe da TV Record no Palácio da Alvorada, a residência oficial do presidente da República. Disse que se dependesse das filhas e do marido, moraria na Granja do Torto, que é mais afastada, mas preferiu o Alvorada.

“Estamos dando, sim, uma oportunidade e uma chance para o Palácio, mais perto”. afirmou.

A primeira-dama, que é de Brasília, afirmou estar se adaptando à nova morada e disse sentir falta da sua “casinha” no Rio de Janeiro. “As primeiras noites foram em claro”, conta.

Michelle disse que chorou um dia antes da posse e que não chegou a assistir seu próprio discurso. “Realmente eu sou muito tímida e não está sendo fácil. […] Sempre fui dos bastidores.”

Com informações da Folhapress.

MOURÃO SE DIZ HONRADO EM ASSUMIR EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA



O presidente em exercício general Hamilton Mourão disse hoje (21) estar honrado por substituir Jair Bolsonaro na Presidência do país. Bolsonaro participa do Fórum Mundial Econômico, em Davos.

“Ao amanhecer deste dia, quero expressar a honra de estar no exercício da Presidência da República. Desejo uma excelente e proveitosa viagem ao Presidente @jairbolsonaro e comitiva a Davos. Por aqui, manteremos a posição”, escreveu Mourão na mensagem postada antes das 7h30.

Pela primeira vez, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, exercerá a Presidência da República. Ele ficará em exercício até a madrugada de sexta-feira (25), quando Bolsonaro retorna da sua primeira viagem internacional após a posse.

Bolsonaro discursa na abertura do fórum e pretende destacar a abertura da economia, o combate à corrupção e a preservação da democracia no Brasil e na América Latina. Ele deve chegar a Zurique, na Suíça, hoje (21) por volta das 17h30. Davos fica a 116 quilômetros de Zurique.

Agenda

Na manhã de hoje (21), Mourão se reúne com Miguel Angelo da Gama Bentes para discutir projetos de mineração estratégica. À tarde, o presidente em exercício tem encontros com os embaixadores da Alemanha, Georg Witschel, e Tailândia, Susarak Suparat.

Em seguida, Mourão se reúne com o coronel Hélcio Bruno de Almeida, especialista em defesa e segurança com atenção no combate ao terrorismo. Depois, ele se encontra com dois generais.

Por Agência Brasil


“Alguns médicos me disseram que não revelam que são autistas por medo do preconceito’ — Foto: Estúdio Marães


Do G1 – No salão de eventos de um prédio de Cuiabá (MT), os balões dourados formam o primeiro nome de Enã Rezende, de 26 anos. No lugar, há itens como chinelos e camisas em homenagem ao rapaz, que colou grau na terça-feira (15). A família não poupou esforços para comemorar a formatura do jovem no curso de medicina na Universidade de Cuiabá (Unic). É um dos períodos mais felizes para a mãe dele, a psicóloga Érica Rezende, 46.


Para ela, que há quase 20 anos ouviu de uma professora de Enã que o garoto não conseguiria ser alfabetizado, ver o filho concluir o ensino superior é uma emoção que não consegue descrever.

Enã é autista. Desde a mais tenra idade, enfrentou preconceito e sofreu bullying por conta de suas características. Em razão das ofensas que ouvia de colegas, ele afirma que costumava se sentir inferior. O jovem conta que a conclusão do curso de medicina é também uma forma de provar para si que é capaz.




“Eu dizia para mim: tenho que vencer na vida e mostrar que está todo mundo errado. Sempre soube que teria de lutar mais que os outros para conquistar meus objetivos”, diz o rapaz, de fala mansa e poucos gestos.

O Transtorno do Espectro Autista (TEA), popularmente conhecido como autismo, é uma desordem complexa do desenvolvimento cerebral. Ele se caracteriza por dificuldades na socialização e comunicação, além de padrões de comportamentos considerados repetitivos, como ações semelhantes em curto espaço de tempo.

Segundo estudo feito por cientistas americanos, a estimativa é de que, aproximadamente, uma a cada 59 crianças têm alguma característica do TEA.