Seguidores

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

CAPITÃO STYVENSON E DRª ZENAIDE SÃO ELEITOS SENADORES PELO RN

ELEIÇÕES DO RN


Capitão Styvenson (Rede) e Dra. Zenaide (PHS) foram eleitos senadores pelo RN — Foto: Julianne Barreto e Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte elegeu o capitão Styvenson Valentim (Rede) e a Dra. Zenaide Maia (PHS) para o Senado Federal. Com 96% das urnas apuradas, Capitão Styvenson teve 25,98% dos votos válidos e Zenaide Maia, 22,58%.

Neste ano o eleitor escolheu dois candidatos ao Senado porque o mandato é de oito anos, mas as eleições ocorrem de quatro em quatro anos. Assim, a cada eleição, a Casa renova, alternadamente, um terço e dois terços de suas 81 cadeiras. Neste ano, 54 vagas estavam em disputa no país.

Styvenson Valentim despontava desde o início das eleições como favorito nas pesquisas. Ele era seguido por Zenaide Maia, que dividia a segunda colocação com Garibaldi Alves Filho (MDB) e Geraldo Melo (PSDB).

Eann Styvenson Valentim Mendes tem 41 anos e é capitão da Polícia Militar do Rio Grande do Norte desde 2003. No ano de 2009, entrou para o Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE). Entre os anos de 2012 e 2016, ele ficou conhecido pelo rigor na coordenação da Operação Lei Seca. Mais recentemente, o capitão Styvenson atuou na Zona Oeste de Natal, com a segurança escolar.

Zenaide Maia Calado Pereira dos Santos tem 64 anos e é deputada federal do Rio Grande do Norte. Ela é médica formada pela Universidade Federal do RN e deu início a vida pública como secretária de saúde de São Gonçalo do Amarante, onde atuou durante dois mandatos. Na Câmara Federal participou das comissões da Mulher, das Pessoas com Deficiência, da Seguridade Social e Família, dentre outras. é a primeira vez que tenta vaga no Senado Federal.

Garibaldi de fora

Garibaldi Alves Filho (MDB), de 71 anos, não foi reeleito. Ele ocupava uma cadeira no Senado desde 1° de fevereiro de 2003 e foi presidente da casa e do Congresso Nacional entre dezembro de 2007 e fevereiro de 2009. Garibaldi ingressou na vida pública em 1966, quando assumiu a chefia da Casa Civil de Natal, na gestão de Agnelo Alves. Ele foi deputado estadual entre 1971 e 1986, prefeito de Natal entre 1986 e 1989 e governador do RN entre 1995 e 2002.

Ao todo, 16 candidatos disputaram as duas cadeiras do Rio Grande do Norte no Senado. A candidatura de Jurandir Marinho (PRTB) foi impugnada pela Justiça Eleitoral e, por isso, os votos dele não foram computados.

Nenhum comentário: