Seguidores

domingo, 15 de julho de 2018

PT DO AMAPÁ LANÇA PRÉ-CANDIDATURA OFICIAL DE LULA À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA


POLITICA

Entre as forças políticas presentes ao evento esteve o governador do Amapá, Waldez Góes (PDT) que declarou apoio ao petista.

O Partido dos Trabalhadores realizou nesta sexta-feira (13) uma série de atos em vários estados do país onde também ocorreu o lançamento oficial da pré-candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República.

A data marca o início de uma programação que segue até o dia 15 de agosto, quando a legenda pretende registrar a candidatura de Lula à Presidência, em Brasília. O ex-presidente está preso desde o dia 7 de abril na superintendência da PF (Polícia Federal), em Curitiba. Lula cumpre pena de 12 anos e 1 mês de prisão pelo caso tríplex no Guarujá.

No Amapá, lideranças políticas de diversos partidos estiveram reunidos na noite desta sexta-feira, na sede dos Urbanitários, no Centro de Macapá, para manifestar apoio a pré-candidatura de Lula da Silva.


O evento contou com a presença do governador do Estado e pré-candidato à reeleição, Waldez Góes (PDT); do pré-candidato ao Senado, Lucas Barreto (PTB); Luis Pingarilho, presidente do PCdoB; José Ramalho, vice-presidente do PSB, que representou o senador João Capiberibe, que também é pré-candidato ao governo do Amapá.

O evento foi comandado pelo presidente do diretório estadual do PT e ex-prefeito de Santana, Antonio Nogueira. No âmbito local, o PT ainda não definiu com qual partido coligará nas eleições de outubro. PDT e PSB costuram apoio, mas a definição só será oficializada em assembleia do partido, com previsão de ocorrer no dia 27 de julho.

“Nossa relação com o presidente Lula não é de agora. Em toda minha militância política apenas uma vez, quando apoiei Brizola, não estive junto com o presidente Luiz Inácio. Temos uma relação de muito respeito e reconhecimento por tudo que ele representa para o país. Durante o impeachment da presidente Dilma Rousseff, vimos o quanto algumas lideranças políticas foram covardes e no dia seguinte viraram as costas para Dilma e Lula. O povo aguarda e quer Lula mais uma vez candidato, e, por isso, estamos aqui pra também manifestarmos nosso apoio” disse Waldez.

“PT e PSB sempre caminharam juntos aqui no Amapá. Capi e Janete foram contra o impeachment e também entendem que a prisão de Lula é política. Lula transformou esse país e apenas quem não quer que um pobre melhore suas condições de vida é que almeja não ver Lula candidato novamente” disse José Ramalho, do PSB.

“No Amapá, o PTB já teve a oportunidade de caminhar junto com o PT, em Santana, com o ex-prefeito Nogueira, e temos o interesse de mais uma vez trabalharmos para elegermos deputados estaduais e federais nas próximas eleições. Também apoiamos Lula Livre e presidente do Brasil”, declarou Lucas Barreto, pré-candidato ao senado.

O encontro apresentou ainda os sete pré-candidatos a deputado federal que devem concorrer no pleito de outubro próximo. São eles: Marcos Roberto; a ex-governadora Dalva Figueiredo; a ex-vice-governadora, Dora Nascimento; Rocha do Sucatão; o ex-diretor técnico da CEA, Jucicleber Castro, e os sindicalistas Erroflynn Paixão e Marcos Nunes.

Dentre as candidaturas para deputado estadual, foram apresentados os nomes de Isabel Nogueira, o ex-padre Braga, as professoras Ivanéia Alves, Ana Lúcia Banha, Kátia Setubal e o professor Otávio.

Imagens: Joelson Palheta

Nenhum comentário: