Seguidores

segunda-feira, 23 de julho de 2018

FISCALIZAÇÃO DO COREN-RN CONSTATA GRAVES IRREGULARIDADES NO HOSPITAL DE ANGICOS

SAÚDE 

A imagem pode conter: 3 pessoas
Diretora do hospital Juliana Saraiva a esquerda 


O Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Norte realizou fiscalização, na manhã do último dia(19/07), no Hospital Regional de Angicos. Foram detectadas várias irregularidades, dentre elas: a ausência do profissional médico, falta de infraestrutura para funcionamento e quantidade insuficiente de Enfermeiros para fechar a escala. A ação contou com a presença da presidente do Coren-RN, Silvia Helena dos Santos Gomes, da assessora de fiscalização, Valkíria Martins, e do Procurador Jurídico, Marcos Cesar Maurício de Souza Júnior.

Estamos cumprindo um dos compromissos assumidos junto a categoria de estar mais próximos dos profissionais de enfermagem. ”, afirmou Silvia Helena Gomes. “Estaremos atuando em conjunto com o Ministério Público para proteção da enfermagem e da sociedade Encaminharemos relatório dessa fiscalização ao Conselho Regional de Medicina”, disse a presidente.

Durante a fiscalização, os representantes do Coren se reuniram com o enfermeiro Weriton Leite, coordenador de enfermagem do Hospital, que relatou as precárias condições de trabalho a que a enfermagem está submetida, inclusive, sofrendo com agressões verbais cotidianas por parte da população. “Fazemos tudo o que está a nosso alcance para atender. No entanto, estamos, a cada dia que passa, em uma situação mais difícil”, disse o enfermeiro.

O Hospital Regional de Angicos encontra-se entre as instituições presentes no Termo de Ajustamento de Conduta assinado pelo Estado do RN, o Ministério Público Estadual e o Tribunal de Contas do Estado, objetivando a otimização de recursos aplicados na rede hospitalar do Estado do Rio Grande do Norte. São 7 hospitais presentes nesse TAC, que o Coren-RN já vem fiscalizando, nos quais o Estado está prevendo mudança em seus perfis de atendimento.

Em Angicos a perspectiva é que o Hospital passe para a tutela do município. Esse processo está em andamento sendo a diretora atual e enfermeira, Juliana Saraiva, indicada pela prefeitura municipal para atuar durante essa transição. A diretora também esteve presente durante a visita fiscalizatória.
Segundo Valkíria Martins, além das irregularidades no dimensionamento de enfermagem, ainda, foram detectados problemas referentes ao processo de trabalho da enfermagem, que serão discriminados no relatório de fiscalização, tais como, a falta de um local apropriado para realização de curativos e condições da infraestrutura da Unidade Hospitalar. “É nosso dever zelar pela segurança do profissional de enfermagem e pela população em geral. Não podemos permitir que o profissional fique exposto à riscos”, afirmou a Assessora.

Na oportunidade, os representantes do Coren-RN se reuniram com a secretária municipal de saúde, Nataly da Cunha Felipe, que informou que o Hospital permanece sob a responsabilidade do Estado, existindo apenas um termo de cooperação técnica entre o ente municipal e estadual. “Apenas assumimos a escala de fim de semana dos médicos. Enquanto as formalidades burocráticas não estiverem concluídas o município não pode assumir o serviço. Mas acredito que isso acontecerá em breve”, disse Nataly.

Nenhum comentário: