Seguidores

quinta-feira, 24 de maio de 2018

NÃO TEM CONVERSA! ASSOCIAÇÃO QUE LIDERA GREVE ABANDONA MESA DE NEGOCIAÇÃO


Associação Brasileira de Caminhoneiros afirma que paralisação só acaba quando ver as soluções que baixem o preço do diesel aprovadas e publicadas no Diário Oficial da União

Marcelo Pinto/APlateia

A segunda rodada de negociações do governo com representantes dos caminhoneiros, na tarde desta quinta-feira (24), segue num impasse. A Associação Brasileira de Caminhoneiros (ABCAM), principal liderança da greve em curso no país, deixou a reunião por não concordar com as propostas oferecidas pelo Palácio do Planalto. O governo quer uma “trégua” de 15 dias a um mês e pediu a suspensão das paralisações pelo país enquanto o Congresso Nacional aprecia a proposta de reoneração da folha de pagamento em que consta a isenção de Cide, PIS-Cofins sobre o óleo diesel.

Porém, José da Fonseca Lopes, presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), afirma que só vai ceder após ver as soluções publicadas no Diário Oficial da União. Ele deixou a sala e foi embora. Participam da reunião os ministros Carlos Marun (Governo) e Eliseu Padilha (Casa Civil). Outras entidades dos motoristas permanecem na sala, o que pode ser um indício de racha no movimento grevista.

A Abcam representa 700 mil caminhoneiros, 600 sindicatos e sete federações em todo o país. Parece difícil alguma solução para a crise que não passe por um acordo com essa entidade.

Gazeta do Povo

Nenhum comentário: