Seguidores

quarta-feira, 16 de maio de 2018

EX-VEREADOR SE ENTREGA À POLÍCIA POR AGRESSÃO EM FRENTE AO INSTITUTO LULA

O ex-parlamentar Manoel Eduardo Marinho e o filho, Leandro Marinho, serão transferidos para o presídio de Tremembé, no interior do Estado de São Paulo

Na foto, Manoel Eduardo Marinho Marcelo Chello/CJPress/Folhapress - 09.04.2018

O ex-vereador Manoel Eduardo Marinho e o filho Leandro Eduardo Marinho se entregaram na manhã desta quarta-feira (16) à Polícia Civil para cumprir prisão preventiva por tentativa de homicídio pela agressão de um homem em frente ao Instituto Lula no dia 5 de abril.

De acordo com a repórter da RecordTVMerie Gervasio, o advogado de Manoel Marinho entrou em contato com a polícia para que ele pudesse se entregar. Disse, também, que não se apresentou antes pois enfrentava problemas de sáude – ele tem diabetes.

Os dois serão transferida para o presídio de Tremembé, no interior do Estado paulista.

Agressão

Um homem que se manifestava contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na frente ao Instituto Lula em São Paulo foi empurrado enquanto discutia com aliados do petista.

Ele bateu a cabeça contra um caminhão que passava pelo local. O homem ficou ferido e foi levado, consciente, para o Hospital São Camilo que fica próximo ao Instituto. O ex-presidente já havia saído do local.

Marinalva Medeiros, 51 anos, diz ter testemunhado que o homem xingou Lula. Na sequência, segundo ela, aliados de Lula “foram pra cima dele”, que acabou recuando e batendo a cabeça contra o caminhão.

Carlos Alberto Bettoni, que foi hospitalizado após ser agredido, passou por cirurgia. Levado ao hospital São Camilo, no Ipiranga, Bettoni foi diagnosticado com traumatismo craniano. Desde então, tem tomado medicamentos — que o deixam meio inconsciente — e recebido acompanhamento de um psiquiatra, que tem feito um trabalho de reconstituição do caso.

*Com informações da RecordTV

Nenhum comentário: