Seguidores

sábado, 13 de janeiro de 2018

CASA DE APOIO QUE ATENDE ANGICANOS ESTÁ FUNCIONANDO DESDE O FINAL DE DEZEMBRO PASSADO

Varanda na parte superior da casa


O editor desse Blog esteve ontem (12) em Natal fazendo exames de saúde de rotina, acompanhado de sua esposa, Marilene Arame. Com autorização da secretária de saúde do município de Angicos, embarcamos no micro-ônibus da saúde no bairro Alto da Alegria por volta de 03h30. O veiculo estava quase lotado, todos sentados, a viagem foi tranquila, dormimos a maior parte. 

Fachada da pousada

Quando amanheceu o dia o veiculo fez uma parada para o café na cidade de Santa Maria, foi quando percebi a sujeira nas cortinas do micro-ônibus, o piso sujo e algumas garrafas descartáveis embaixo das poltronas, a saída do ar-condicionado tem sinais de fungo. Algumas assentos não afivelam o cinto de segurança porque estão quebradas colocando em risco a vida do passageiro e infringindo o código de transito.

Foto real do almoço 

Minha chegada no Hospital Universitário Onofre Lopes foi ainda cedo. As 09h30 eu, e mais outras pessoas já havíamos realizado exames e consultas. A motorista da Van da Casa de Apoio, Pousada Conforto do Lar, contratada da Prefeitura Municipal de Angicos me ligou para saber se estava livre, combinei de esperá-la para irmos para a pousada com as outras pessoas. Depois de 01h a Van chegou e nos conduziu até a pousada onde, eu, (falo por mim) fui bem recebido. O almoço é servido em self-service, e é de bom paladar.

A casa de 1º andar, tem uma varanda na parte de cima e vários quartos na parte de baixo, muitos banheiros com chuveiros, um bebedouro em baixo e vários na parte de cima, existe inúmeros armadores de rede instalados por toda parte - todo o ambiente é ventilado. O local é silencioso, é proibido fumar. Precisei de uma rede e, fui prontamente atendido, me forneceram uma toalha também (só pra mim), o paciente/hospede tem que levar seus objetos pessoais de higiene. 

A pousada começou receber os pacientes de Angicos em dezembro passado a partir do dia 26. Segundo a proprietária ela recebe cerca 30/32 pacientes por dia, só de Angicos.

Hora de voltar o micro-ônibus já esperava do lado da pousada, só embarcar e pegar a estrada de volta para casa com o corpo descansado. O motorista Diego, muito profissional, em nenhum momento colocou a viagem em risco, passageiros parecem gostar dele. Fui e voltei, não ouvi nenhuma reclamação.

Nenhum comentário: